Casamento dos famosos

A bela cerimônia de casamento de Luciana Gimenez e Marcelo de Carvalho

A belíssima cerimônia de casamento de Luciana Gimenez e Marcelo de Carvalho.

1
1

Quando>

Na tarde chuvosa de 19 de agosto de 2006

Onde

A cerimônia de casamento foi realizada em Ilhabela, litoral norte de São Paulo, na Fazenda Ponta das Canas

Vestido de noiva

O majestoso vestido de noiva, criação de Sandro Barros, da Daslu Couture, tinha como inspiração remota, segundo a apresentadora, o vestido usado por Gracy Kelly em seu casamento com o príncipe Rainier, de Mônaco. Composto de oito peças - incluindo casaco, saiote e o véu, aplicados com renda francesa e recobertos de mini-pérolas - o traje consumiu 30 metros de tecido. A designer de jóias Bibiana Paranhos criou peças específicas e exclusivas para o casamento da apresentadora Luciana Gimenez com o empresário Marcelo de Carvalho.
O colar que Luciana usou foi desenvolvido pela designer partindo do uso de uma jóia da família Gimenez. A peça, com pérola e brilhantes, tem todo o romantismo que a apresentadora pediu para combinar com seu vestido.

A Cerimônia

Luciana chegou ao local do evento em um carro branco antigo e foi levada até o altar pelo pai, João Alberto Morad. O filho de Luciana com o músico Mick Jagger, Lucas, 7, e os filhos de Marcelo com a ex-mulher Manoela, 7, e os gêmeos Marco e Marcela, 4, foram os pajens da cerimônia. A cerimônia foi encerrada com a 9ª sinfonia de Beethoven. Durou cerca de 30 minutos. No menu nove tipos de antepastos e oito pratos quentes, além dos salgadinhos. Entre os destaques, creme de cogumelo em cup em formato de folha, perdizes assadas com gastric de frutas vermelhas e, de sobremesa, gâteau de chocolate meio-amargo com coulis de damasco azedo e tuille de pistache. Tudo servido em belíssima porcelana portuguesa Vista Alegre. Para beber, os scotch Black e Green Label, o champanhe Billecart Salmon, considerado um dos três melhores do mundo, e o tinto Brunello di Montalcino Campogiovanni 1999, da Terroir. O toque brasileiro ficou por conta do concorrido balcão de caipirinhas à base de cachaça ou vodca.
E ainda mais de 80 quilos, o bolo de Isabella Suplicy era feito com chocolate e recheio de brigadeiro. O doce tinha cinco andares, delicadas folhas verdes e, no topo, o toque de humor característico do casal: dois bonecos de rosto caricatural mostrando Marcelo carregando Luciana com o farol de Ilhabela ao lado.

Convidados ilustres

Roberto Justus e a mulher Ticiane Pinheiro, os cantores Supla e Paulo Ricardo e o ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf.

Detalhes

Renato Aguiar se inspirou na delicadeza e leveza do branco para selecionar as flores, todas a cargo do Toninho Flores que utilizou orquídeas, camélias e lisiantus brancos. Foi montado um gazebo na nave com fundo para o mar. O colonial brasileiro esteve presente também nas toalhas renascença e toile du jouir. Os arranjos de flores continham uma gama de rosas com texturas e formas diferentes, todas em castiçais de prata altos.
A porcelana usada foi a Vista Alegre com copos de cristal verde jade. As cadeiras eram do estilo Tiffany brancas com almofadas listadas de verde pistache e branco. Por se tratar de uma comemoração romântica, os móveis escolhidos para o jantar seguiram um estilo clássico, tal conceito foi suavizado pelas linhas retas do mobiliário contemporâneo usado em confortáveis lounges.
A pedido da noiva um bar serviu ostras frescas. A festa teve uma cobertura transparente de 600 m2 que permitiu que a natureza estivesse integrada à festa. A mesa de doces com 3 mil itens preparados por Isabela Suplicy, foram distribuídos sobre uma mesa de estilo inglês com 5 metros de extensão com flores brancas, louças em estilo provence. Todos os doces ganham forminhas moldadas à mão em tons de rosa.
Para a realização da festa, Renato Aguiar transportou mais de 45 toneladas de produtos, entre móveis, objetos de decoração e serviço de porcelana e prata em 17 caminhões. Para a iluminação, os fios foram aterrados em 5 metros para que não houvesse nenhuma possibilidade de acidente.

No bar de ostras, foram servidos 1.400 crustáceos que chegaram de helicóptero vindos da Ilha do Papagaio, em Santa Catarina, colhidos 8 horas antes do casamento. Outra curiosidade: foram servidas 220 garrafas da sofisticada Billecart Salmon. Outro chamativo da festa ficou por conta da Equipe Flair, que serviu mais de mil caipirinhas das mais diversas frutas e elaboraram um drinque personalizado para os noivos.

Lembracinhas

As lembrança de casamento, um abacaxi lapidado de cristal de rocha bruto com coroa de prata, foi pensado para compor com a decoração da festa que é toda inspirada no Brasil Colonial e também pelo fato de que no primeiro jantar que o casal teve, no momento do pedido da sobremesa, ambos falaram concomitantemente a palavra abacaxi, e é claro que essa passagem ficou marcada pelo casal, que optou pela fruta como lembrança.

Surpresa

Já o momento de maior emoção para a noiva foi uma surpresa: a Cantiga para Luciana, de Paulinho Tapajós e Edmundo Souto, sucesso na voz de Evinha que, ao vencer o IV Festival Internacional da Canção, em 1969, serviu de inspiração para pais Brasil afora batizarem suas filhas com este nome. "Luciana, Luciana, sorriso de menina dos olhos de mar. Luciana, Luciana, abrace essa cantiga por onde passar", entoou o coral Allegro, enquanto a noiva se abanava para não chorar. Em vão.
vote
 
inserirumComentário
Autor:
Texto:

NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL


Aceito as condições legais y la Política de Privacidade de Bodaclick


Olá noivinhas! Trago hoje uma super novidade para vocês! Acabei de chegar de Nova York e conferi de perto a nova coleção de vestidos de noiva da estilista Vera Wang. A coleção Primavera 2014 esta lindíssima e de tirar o ... [Ir ao blog]